Planejamento Tributário, o cenário para 2022 - Russell Bedford Brasil Skip to main content

A Russell Bedford Brasil possui uma equipe especializada em garantir a redução dos impostos de sua empresa, realizando o Planejamento Tributário: uma opção para garantir que a sua gestão fiscal seja mais eficiente.

Segundo projeções do Banco Central, o PIB brasileiro deverá avançar cerca de 2% neste ano, porém, destacamos sobre as incertezas no cenário tributário no que tange à Reforma Tributária, que vem sofrendo alterações ao longo do ano, o que vale lembrar também que 2022 é um ano eleitoral.

A redução da carga de impostos no cenário em que vivemos é muito importante para que as empresas possam obter um fôlego e superar a competitividade no mercado, porém, segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), estima-se que 95% das Companhias pagam impostos além do que deveriam, e uma das opções para estancar esse desconforto econômico seria a realização de um Planejamento Tributário, em que especialistas detectam, através de procedimentos estratégicos e legais, meios para recolhimento de menos impostos.

Através do Planejamento Tributário é feito um plano de ação de como a sua empresa deverá obter a redução da carga tributária

Consequentemente, o pagamento de menos impostos, definindo estrategicamente a garantia das fases de sua gestão fiscal.

No que tange às reavaliações fiscais e mudanças de regime tributário, podemos dizer que a qualquer momento você, empresário, poderá solicitar esse procedimento, simulando os possíveis cenários, comparando os resultados do ano anterior, e fazendo suas projeções para o ano em exercício de sua empresa.

Quanto mais cedo a empresa realizar esse procedimento, mais visibilidade terá de seus custos e orçamentos, adequando seus controles internos ao seu sistema integrado de gestão fiscal.

No que diz respeito às formas de tributação, no Brasil possuímos os seguintes tipos de enquadramento:

Simples Nacional

Um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, previsto na Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006. Abrange a participação de todos os entes federados (União, Estados, Distrito Federal e Municípios). Além disso, essa opção para a pessoa jurídica precisa auferir receita bruta de até R$ 4.800.000,00;

Lucro Presumido

É um regime tributário em que a empresa faz a apuração simplificada do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). A determinação da base de cálculo do IRPJ e CSLL é realizada através da presunção prevista na legislação.

Lucro Real

É um regime de tributação cujo cálculo é feito com base no lucro líquido da empresa durante o período a ser apurado, que pode ser de forma trimestral ou anual. Uma das principais vantagens deste sistema tributário é que os valores aumentam ou diminuem conforme o lucro registrado da empresa, porém é obrigatório para algumas atividades e empresas que faturam acima de R$ 78 milhões ao ano.

Sabemos que o planejamento tributário envolve diversas áreas de sua empresa, serviços, produtos, suas operações fiscais e legais, suas filiais, obtenção de regimes especiais, entre tantos departamentos que precisam ser analisados com cautela para que as ações desse planejamento sejam bem elaboradas.

Com um planejamento tributário bem elaborado e estruturado, sua empresa será beneficiada com a redução da carga tributária e menor impacto em relação ao pagamento dos impostos.

Acesse nosso Linkedin para ficar atualizado com as últimas novidades RBB.

Artur Ilton Teixeira de Azevedo
Gerente Regional MT

Deixe um Comentário