O que é uma Auditoria interna?

Inicialmente, imprescindível interligar o conceito de auditoria com profissionais/empresa detentores de postura ética e atributos de conhecimento técnico, que possibilitem avaliar e opinar sobre as transações e os resultados obtidos pelas organizações, trazendo segurança e credibilidade.

Adentrando a auditoria interna, consiste no exame sistemático da integridade, da adequação e da eficácia dos controles internos, dos processos e das informações operacionais.

Os principais procedimentos e técnicas da auditoria interna são: Entrevista, Exames físicos/inventário, Circularização, Observação, Exames dos documentos, Conferência de cálculos/recálculos, Conciliação, Investigação minuciosa, Simulação/reexecução, Correlação das informações, Exame dos registros auxiliares, Cut-off, Revisão analítica e Ferramentas/softwares.

Cabe ao auditor, por meios destes procedimentos e técnicas, identificar e validar os controles e padrões de trabalho para a obtenção de evidências que comprovem de forma assertiva os pontos e questionamentos analisados.

Ainda, importante destacar risco em auditoria: risco é a possibilidade de o auditor emitir uma recomendação tecnicamente equivocada ou inadequada sobre o objeto de auditoria.

Minimizando os riscos, o auditor avalia os aspectos como: acesso às informações para executar, tempo disponibilizado para a realização dos trabalhos e abrangência delimitada pela amostra.

Por fim, podemos ampliar essa definição expressando que a auditoria é um processo sistemático nas atividades da organização, visando avaliar a conformidade do planejado com o realizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *