Empresas e o Problema Racial: Primeiros Passos

Não é apenas nas redes sociais que empresas podem demonstrar ação contra o racismo. As ações e as mudanças podem ter seu estopim internamente, fazendo com que vidas negras importem na realidade vivida nos corredores da empresa, entre cargos importantes e lideranças, na equiparação salarial e na igualdade de tratamento entre pares.

Situações extremas como as mortes de George Floyd nos Estados Unidos, e de João Pedro no Brasil, deveriam alertar e incentivar o combate à desigualdade racial, que é estrutural no Brasil, além de alertar para as relações internas em empresas, para terem como foco serem igualitárias, motivando ações antirracistas no dia a dia. Bem verdade que, hoje, um bom número de empresas é parte do problema, não solução, sejam por sua neutralidade ou omissão.

Assim, mais que uma hashtag, uma empresa estará dando importância ao problema quando um colaborador, ao olhar para o lado, ver um número considerável de pessoas negras no mesmo espaço, vendo quantas estão de fato em cargos de poder ou liderança. Ainda, no que tange ao público, a mensagem passada por estas empresas será de igualdade, com projetos que primam pela igualdade entre as raças, sendo liderados por pessoas negras além de ligados à temática racial.

Tudo sobre a LGPD - Lei de proteção aos Dados do Brasil
Tudo sobre a LGPD - Lei de proteção aos Dados do Brasil

Afinal, se uma empresa não emprega negros, não paga salários equiparados, não promove negros para cargos de liderança, não busca proporcionalidade racial, ela é parte do problema. E apenas usar das redes sociais como plataforma de comunicação de um ideal, não faz sentido se quando se comunica algo não reflete o que acontece dentro da empresa. Essas questões não são apenas sociais, precisam ser verdadeiramente combatidas dentro da empresa para então virarem um post, ou posicionamento! Usar da comunicação da empresa para expressar um posicionamento é dar vazão a um reflexo da sua essência, sua verdade, não apenas um post.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *