Avaliação, resposta e monitoramento dos riscos e ações da sua empresa

A avaliação dos riscos deve focar nos impactos atuais e futuros nos seus negócios, em especial nos diferentes cenários que eles possam estar inseridos, como por exemplo, a atual pandemia.

Isso envolveria uma segmentação geográfica de funções e atividades, inclusive de pessoas, fornecimento, demanda, capital, tecnologia e obrigações, de conformidade em um nível organizacional. Ainda, também seria possível determinar um plano de resposta para estas crises. Como exemplo, algumas perguntas que devem ser feitas para avaliar tais riscos:

  • Qual é o impacto em sua equipe – quarentenas, evacuações, viagens e métodos de trabalho alternativos?
  • Como os seus clientes, fornecedores e capacidade de produção estão sendo impactados?
  • Quais são os impactos financeiros e como eles alteram as suas necessidades de capital de curto e longo prazo?
  • Como analisar e gerir de forma ágil os recursos disponíveis, especialmente o caixa, mantendo a motivação dos times e reforçando o relacionamento com os clientes?

As respostas aos riscos devem considerar ações para demonstrar responsabilidade social e levar em conta o impacto potencial sobre a reputação organizacional. Isso também envolveria ativar alianças e colaborar com organismos setoriais e grupos de pares, para promover esforços coordenados. O que deveria ser levado em conta:

Tudo sobre a LGPD - Lei de proteção aos Dados do Brasil
Tudo sobre a LGPD - Lei de proteção aos Dados do Brasil
  • Você está adotando uma mentalidade de colocar as pessoas em primeiro lugar, focando na segurança e no bem-estar de seus funcionários, e permitindo que trabalhem remotamente e colaborem virtualmente?
  • Como adaptar a proposta de valor e o modelo de negócio rapidamente, repensando e modificando produtos, canais e modelos de entrega, para ser relevante para os clientes nos desafios emergentes?
  • Você está preparando uma equipe de comando de crise que tem autonomia para aprovar exceções à política?
  • Você está se comunicando com as suas partes interessadas, inclusive funcionários, fornecedores, reguladores e autoridades públicas, de uma maneira confiável e transparente?

O monitoramento da sua empresa se dá em todos os meios de contato da empresa com seus stakeholders. Assim, ajuda não apenas acompanhar as ações da empresa, mas também a identificar novas oportunidades que podem surgir.

Por fim, o que seria correto perguntar a fim de se ter um monitoramento efetivo:

  • Como está o contato e relacionamento com seus stakeholders? E como eles tão respondendo as suas ações?
  • Processos e controles críticos são regularmente testados para analisar sua eficácia operacional?
  • Você recebe atualizações periódicas sobre riscos novos que poderiam trazer problemas aos seus negócios?
  • Como a função de gestão de riscos da sua organização está se adaptando após a chegada da crise?

 

A Russell Bedford Brasil possui uma equipe qualificada e multidisciplinar, capacitada para auxiliar sua empresa em consultorias referentes a riscos de sua empresa. Contate-nos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *